Destaques do dia: o que foi notícia nesta quarta-feira (7/7)

Destaques do Dia (Foto: Estúdio de Criação)

 

Boa noite! Confira os destaques desta quarta-feira (7/7)

BR-163
infraestrutura-rodovia-br-163 (Foto: Fernando Martinho)

 

Suspenso por uma decisão liminar da justiça federal há pouco mais de uma semana, o leilão do trecho da BR 163 que liga Cuiabá, no Mato Grosso, a Santarém, no Pará, foi confirmado para esta quinta-feira (8/7) e carregará, além das obrigações relacionadas à manutenção da rodovia, um passivo ambiental ainda não resolvido. Apesar de derrubada a liminar que impedia o pregão, uma decisão de setembro do ano passado ainda exige a apresentação de um plano de ação para mitigação dos danos causados pelas obras aos povos indígenas Panará e Kayapó Mekragnotire, aldeados às margens da estrada.

Produção de grãos
Colheita de milho em lavouras do Paraná (Foto: Secretaria de Agricultura do Paraná/Divulgação)

 

A produção de grãos deverá atingir 333,1 milhões de toneladas nos próximos dez anos. Soja, milho de segunda safra e algodão devem continuar puxando o crescimento, que, segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), será de 27%. A previsão é que haja uma taxa de crescimento de 2,4% ao ano até 2030/2031, o que agregará à colheita do país 71 milhões de toneladas em relação à safra 2020/2021.

Os números são do estudo Projeções do Agronegócio, Brasil 2020/21 a 2030/31, realizado pela Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, pela Secretaria de Inteligência e Relações Estratégicas da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (SIRE/Embrapa) e pelo Departamento de Estatística da Universidade de Brasília (UnB).

Exportação de soja

A exportação de soja do Brasil em 2021 deverá atingir um recorde de 86,7 milhões de toneladas, estimou nesta quarta-feira a associação da indústria Abiove, elevando em 1 milhão de toneladas sua projeção ante a divulgada em junho, diante da forte demanda da China. A Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) ainda reduziu a previsão de estoques finais de soja do país neste ano em 1 milhão de toneladas, para 4,16 milhões de toneladas, após alta na expectativa de exportação.

Produção de café

A Organização Internacional do Café (OIC) elevou sua previsão de superávit global de café em 2020/21, de 2,02 milhões para 2,26 milhões de sacas de 60 quilos. Em relatório, a entidade reduziu levemente sua estimativa de produção, de 169,60 milhões para 169,496 milhões de sacas. A projeção representa aumento de 0,3% ante a temporada anterior.

Perdas na Alta Mogiana

agricultura-cafe-geada-mogiana (Foto: Andre Cunha/Arquivo Pessoal)

 

André Cunha, vice-presidente da Associação dos Produtores de Cafés Especiais da Alta Mogiana (AMSC), estima entre 5% e 10% as perdas causadas pela geada e as baixas temperaturas registradas na semana passada na região, que compreende 14 municípios paulistas e 9 mineiros. Ele conta que a geada provocou queimaduras em boa parte das lavouras, diminuindo o potencial produtivo do café para a próxima safra.

Investimento

A companhia de alimentos BRF anunciou nesta quarta-feira o investimento de 2,5 milhões de dólares na startup israelense Aleph Farms, e quer produzir carne cultivada a partir de células bovinas não geneticamente modificadas em 2024, disse à Reuters um executivo da empresa.
“A Visão 2030 da companhia está alinhada em seguir construindo alimentação saudável e sustentável. E dentro deste pilar de novas proteínas, assim como a carne vegetal, a tecnologia de carne cultivada é um dos caminhos”, afirmou o vice-presidente de Novos Negócios da BRF, Marcel Sacco.

Forças armadas

O Conselho Nacional da Amazônia Legal, comandado pelo vice-presidente Hamilton Mourão, apresentou nesta terça-feira (6) uma lista de 26 municípios que serão o foco da atuação das Forças Armadas na prevenção e repressão a delitos ambientais. As localidades estão situadas em quatro estados: Amazônia, Rondônia, Pará e Mato Grosso.

Os detalhes da Operação Samaúma, como foi batizada a nova incursão de militares na região, foram apresentados durante reunião entre Mourão e alguns ministros do governo federal, ocorrida na Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), em Brasília.

Lei da Mata Atlântica
Lei da Mata Atlântica determina área de preservação permanente de 20% em propriedades rurais (Foto: Pixabay)

 

Revogada há mais de um ano, a portaria editada pelo Ministério do Meio Ambiente em abril do ano passado, que regularizava áreas de Mata Atlântica desmatadas e ocupadas até julho de 2008, abrindo a possibilidade de cancelamento de multas, continua alvo de disputa entre produtores rurais e Ministério Público Federal (MPF). Baseada numa mudança de interpretação da Advocacia-Geral da União (AGU) sobre a sobreposição ou não do Novo Código Florestal à Lei da Mata Atlântica, a orientação dada pela portaria continua sendo seguida pelas superintendências estaduais do Ibama, o que levou à abertura de ações civis públicas por parte do Ministério Público em São Paulo, Paraná e Santa Catarina.

Logística sustentável

A maior preocupação das empresas com práticas de sustentabilidade ambiental, social e de governança após a pandemia de Covid-19 têm promovido transformações no setor de logística, segundo apontou o presidente da Associação Brasileira de Logística (Abralog), Pedro Moreira, durante a segunda live da 9ª edição do Caminhos da Safra. “Uma coisa é clara, as pessoas estão mais engajadas, mais abertas e fazendo a coisa acontecer”, afirmou Moreira ao comentar o papel da logística nos esforços para redução das emissões de gases do efeito estufa.

Faça você mesmo
Curau de milho (Foto: Divulgação/Receita de Vovó)

 

Não deu tempo de comemorar pular fogueira em junho? É para isso que existem as festas julinas! Para ainda aproveitar o clima de São João e todas suas comidas típicas, Globo Rural ensina o passo a passo de uma receita de curau de milho saudável.