Destaques do dia: o que foi notícia nesta quarta-feira (8/12)

Destaques do Dia (Foto: Estúdio de Criação)

 

Confira os destaques desta quarta-feira (8/12)

Safra x custos
agricultura_soja_matopiba (Foto: Editora Globo)

 

Por um lado, uma safra recorde, com 289 milhões de toneladas no ciclo 2021/2022, 14% maior. Por outro, um custo de produção dos mais altos da história devido ao aumento de preços dos insumos, que passa de 100% e deve continuar. Esse é o cenário que a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) projeta para 2022, segundo apresentação feita em entrevista coletiva, nesta quarta (8/12). Sobre as exportações, no entanto, a entidade não fez previsões.

Ômicron e crise logística
Lockdowns e restrições à circulação de pessoas gerou efeito em cadeia sobre o setor de logística internacional, que sofre com congestionamento em portos e falta de contêineres (Foto: Divulgação/Maersk)

 

A variante ômicron do Sars-Cov2 pode alongar ainda mais a crise logística mundial gerada pela Covid-19, cuja previsão é de um desfecho somente a partir de 2023. O alerta foi feito nesta quarta-feira (08/12) pelo presidente da A.P. Moller-Maersk no Brasil e na Costa Leste da América do Sul, Julian Thomas. Responsável por cerca de 20% do transporte internacional de bens e mercadorias, a empresa deve encerrar 2021 com a movimentação de 1,5 milhão de contêineres e faturamento acima de R$ 1 bilhão.

Abate de bovinos
criacao_boi_nelore (Foto: Ernesto de Souza/Ed. Globo)

 

O País registrou o abate de 6,94 milhões de cabeças de bovinos sob algum tipo de serviço de inspeção sanitária no terceiro trimestre, queda de 10,7% ante igual período de 2020. Em relação ao segundo trimestre de 2021, houve queda de 2,0%. Os dados são da divulgação definitiva das Pesquisas Trimestrais do Abate de Animais, do Leite, do Couro e da Produção de Ovos de Galinha, divulgadas nesta quarta-feira, 8, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Abate de frango e suínos
Frangos (Foto: Arquivo/Agência Brasil)

 

O país registrou recordes nos abates de frangos e de suínos no terceiro trimestre deste ano, segundo informações divulgadas hoje (8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com o IBGE, foram abatidos 13,72 milhões de suínos e 1,54 bilhão de frangos no país no período, os maiores patamares desde o início da pesquisa, em 1997. O abate de suínos foi 4,5% maior do que o registrado no trimestre anterior e 7,8% a mais na comparação com o terceiro trimestre de 2020. Já o número de frangos abatidos foi 0,7% superior ao segundo trimestre deste ano e 1,2% maior do que o terceiro trimestre do ano passado.

Preços do café
Café (Foto: Pexels)

 

A média do indicador composto de preços da Organização Internacional do Café (OIC) atingiu 195,17 centavos de dólar por libra-peso em novembro, informou a entidade, em relatório mensal. O valor representa a média mais alta desde setembro de 2011, quando alcançou 213,04 cents/lb. Na comparação com novembro de 2020, a alta é de 77,9%. 

Como fazer horta em casa
Alecrim (Foto: Reprodução/Nika Akin /Pixabay)

 

O hábito de plantar hortaliças, frutas, temperos e raízes dentro de casa cresceu ao longo dos últimos dois anos, impulsionado principalmente pelo distanciamento social, consequência da pandemia de Covid-19. Não por acaso, o tema “como fazer horta em casa” foi uma das principais tendências de busca no Google em 2021, de acordo com dados da empresa. Para quem já tem esse costume ou pretende começar uma horta dentro de casa, seja em um grande quintal ou em um canteiro da sacada, a Globo Rural traz algumas dicas do que plantar. São temperos que podem entrar nas receitas do dia a dia e hortaliças benéficas à saúde e que podem também ser cultivadas em canteiros, vasos e caixotes.

Cigarrinha do milho
Milho espontâneo em lavoura de soja no norte de Mato Grosso facilita a disseminação de doenças provocadas pela cigarrinha (Foto: Rogério Albuquerque/Ed. Globo)

 

O tempo firme, com chuvas regulares permitindo o desenvolvimento da safra dentro do calendário ideal não tem sido o bastante para garantir tranquilidade aos produtores de milho este ano. Após uma quebra de quase 20% na safra 2020/2021, quando o tempo quente e seco atrasou o plantio da soja e, consequentemente, do milho safrinha, o ciclo 2021/2022 pode sofrer com uma ameaça antiga, mas que ganhou força este ano diante da debilidade das lavouras: a cigarrinha do milho.

Exportações de carne suína
sebastiao_coluna_carne_suina_costela (Foto: Editora Globo)

 

As exportações de carne suína do Brasil caíram em novembro, mas o desempenho não foi suficiente para reverter o cenário no acumulado do ano, que ainda é de alta de embarques, somados o produto in natura e o industrializado. A informação é da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), entidade que representa a cadeia produtiva. No mês passado, foram exportadas 79,3 mil toneladas de carne suína, 9,4% a menos que o registrados no mesmo mês do ano passado. A receita dos exportadores foi 15,3% inferior na mesma comparação, totalizando US$ 170,6 milhões.

Produção de algodão
Lavoura de algodão  (Foto: REUTERS/Mohamed Abd El Ghany)

 

O Brasil deverá produzir 2,71 milhões de toneladas de algodão em pluma na safra 2021/22, alta de 16,5% ante a temporada anterior impulsionada pela elevação na área de plantio da cultura, afirmou nesta quarta-feira (8/12) a Associação Brasileira de Produtores de Algodão (Abrapa). A expectativa da entidade é que a área alcance 1,55 milhão de hectares, um avanço de 13,5%.

Rodeio em cavalos
junior-testinha (Foto: divulgação)

 

Depois de um início a todo o vapor, as duas últimas rodadas da National Finals Rodeo, disputada em Las Vegas, não foram dos melhores resultados para o brasileiro Junior Nogueira, o Testinha. Mas ele segue na liderança do ranking mundial de team roping e na luta pelo título da modalidade, na decisão. “Eu sabia que o round ia ser um pouco mais duro. Mas tem a média, que também é importante. Todo mundo que ser campeão mundial”, diz ele, em entrevista à Globo Rural. “Tem muita coisa para acontecer ainda. Vamos laçando boi por boi para ver o que acontece”, acrescentou. Veja a entrevista.