Grupo de pecuária sustentável atualiza guia ambiental para setor produtivo

carbono neutro (Foto: Ilustração: Guilherme Henrique)

 

Novos indicadores para orientar o setor produtivo a atingir a pecuária sustentável acabam de ser atualizados pelo Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS).

Em nota, o grupo informou que o lançamento da versão 2021 do Guia de Indicadores da Pecuária Sustentável (GIPS) será em janeiro, com 35 indicadores – a anterior continha 44.

Segundo o presidente do GTPS, Caio Penido, que também é pecuarista em Mato Grosso, o GIPS passou por reformulação para tornar a linguagem mais acessível e objetiva, além de facilitar o preenchimento por parte dos pecuaristas.

 

“O GIPS aponta quais indicadores devem ser melhorados e sugere como isso pode ser feito, com base na legislação brasileira, em protocolos de boas práticas e princípios globais de sustentabilidade, sendo um instrumento de gestão e mensuração para a pecuária”, explicou.

Ele assegurou, ainda, que o programa é destinado tanto aos pecuaristas que acabaram de iniciar a jornada quanto aos que já têm resultados para demonstrar. Os dados são confidenciais, e os indicadores são aplicáveis a todos os elos da cadeia.

 

“Mantivemos, na nova versão, cinco questões relacionadas à gestão, cinco para o princípio de comunidades, sete para trabalhadores, nove para meio ambiente e outras nove para cadeia de valor. E englobamos novos temas, como inovação e tecnologia no princípio de cadeia de valor e controle produtivo no princípio de gestão”, acrescenta a consultora do GIPS, Stephanie Ferreira.