Investidores pedem que Starbucks respeite direito de baristas à sindicalização

Um grupo de investidores liderado pela empresa de investimento sustentável Trillium Asset Management pede à Starbucks que respeite a decisão dos baristas de sua loja na área de Buffalo, no Estado de Nova York, de se sindicalizarem.

cafe_starbucks_logo (Foto: Thinkstock)

 

 

Em uma carta assinada por vários investidores que detêm cerca de US$ 1,3 trilhão em ativos, os acionistas também alegam que a Starbucks interferiu no processo de organização ao fazer com que executivos realizassem várias reuniões com trabalhadores de Buffalo, incluindo o ex-presidente-executivo Howard Schultz. A Starbucks negou ter influenciado na eleição, dizendo que estava respondendo diretamente às preocupações dos funcionários.

 

Na quinta-feira (09/12), os trabalhadores votaram a favor de formar o primeiro sindicato em loja própria da companhia nos EUA.O resultado (19 votos a 8) foi uma vitória para os funcionários que tinham feito uma petição em agosto para votar na formação de um sindicato, e um golpe para a Starbucks, que passou meses pedindo que os baristas da área de Buffalo votassem contra a ideia.

Leia mais sobre Empresas e Negócios