Isenção de taxa faz Brasil importar maior quantidade de arroz em 22 anos

Arroz (Foto: Mapa/Divulgação)

 

As importações brasileiras de arroz fecharam dezembro com a maior quantidade adquirida desde 1998. O motivo foi a reta final do prazo de isenção da Tarifa Externa Comum (TEC) concedida pelo governo para compra de 400 mil toneladas do grão de fora do Mercosul.

Segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), o volume de 217,42 mil toneladas que chegou aos portos brasileiros no mês passado foi o terceiro maior da série histórica iniciada em 1997 – só menor do que as importações feitas em setembro e dezembro de 1998.

 

O resultado do mês passado foi 16,7% superior ao volume recebido em novembro. Na comparação com dezembro de 2019, o crescimento chega a 239,5%. Enquanto isso, os preços seguem em queda na parcial de janeiro.

Dentre os compradores ativos no mercado, segundo o Cepea, parte tem reduzido o valor ofertado para o grão em casca, alegando dificuldades nas vendas do fardo, redução no valor do produto final e alta competitividade no setor. 

 

Entre 30 de dezembro e 12 de janeiro, o Indicador Esalq/Senar-RS, 58% grãos inteiros, com pagamento à vista, caiu 3,48%, fechando a R$ 90,64 pela saca de 50 kg na terça-feira (12/1).