Lucro da Agco cai 89,3% e atinge US$ 7,6 mi no 3º trimestre

AGCO - sede - Itália (Foto: Wikimedia Commons)

 

A Agco, fabricante norte-americana de máquinas agrícolas, registrou lucro líquido de US$ 7,6 milhões, ou US$ 0,10 por ação, no terceiro trimestre deste ano. O resultado representa recuo de 89,3% ante o mesmo período do ano passado, quando a companhia havia registrado lucro de US$ 71,1 milhões, ou US$ 0,90 por ação. O lucro líquido ajustado foi de US$ 0,82 por ação, 10% inferior ao registrado no terceiro trimestre de 2018.

As vendas líquidas ficaram em US$ 2,11 bilhões no período, queda de 4,7% ante os US$ 2,21 bilhões reportados no mesmo intervalo do ano anterior. Todas as regiões de atuação da companhia apresentaram recuo na receita. O maior declínio nas vendas foi observado na Ásia, seguida da América do Sul, com recuo de 15,9% e 14,8% respectivamente entre os terceiros trimestres de 2019 e de 2018.

 

Para o acumulado do ano, a companhia reduziu sua projeção de lucro US$ 5,08 por ação para US$ 4,37 por ação e manteve a estimativa de lucro líquido ajustado em US$ 5,10 por ação. As vendas devem apresentar modesto recuo em relação ao ano passado, quando totalizaram US$ 9,4 bilhões, segundo projeção da empresa.

A Agco afirmou que os resultados trimestrais foram sólidos em meio a um ambiente desafiador de enfraquecimento da indústria, mercado incerto e pressão cambial. “Os aumentos de preços, as iniciativas de controle de custos e os esforços de melhoria da produtividade nos permitiram compensar o impacto de menores volumes de vendas e produção no terceiro trimestre”, disse o CEO da companhia, Martin Richenhagen, em comunicado divulgado para a imprensa.