Produtos com selo da agricultura familiar passam de 700 para 7 mil em um ano

agricultura-familiar (Foto: MDA/Divulgação)

 

Criado para identificar e promover os produtos da agricultura familiar, o Selo Nacional da Agricultura Familiar (Senaf) deu um salto no Brasil. A quantidade de produtos com a certificação passou de 700, em 2019, para mais de 7 mil no ano passado.

Segundo o Ministério da Agricultura, o principal motivo para o aumento são medidas da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo para facilitar o acesso ao selo.

“Desburocratizamos o processo de solicitação e renovação, que agora podem ser feitos de forma prática pela internet. Também otimizamos o controle, cruzando a base dados com o atual sistema de registro vigente, que é a DAP [Declaração de Aptidão ao Pronaf]”, ressalta o secretário de agricultura familiar e cooperativismo, Fernando Schwanke.

 

Além de estimular as vendas, o selo permite que o consumidor confira a origem e as características do produto por meio de um QR Code. Basta apontar a câmera do celular para o código para ter acesso às informações, que vão desde a localização do produtor até especificações da embalagem e valor nutricional.

Para ampliar a visibilidade dos produtos e aproximar quem consome de quem produz, o Ministério da Agricultura criou a Vitrine da Agricultura Familiar, plataforma que apresenta o catálogo com todos os produtos identificados com o selo, desde hortifrútis até, sucos, cosméticos, cafés, carnes e artesanatos produzidos por agricultores familiares.