Rio Verde (GO) recebe rede experimental de internet 5G para uso no agronegócio

drone-tecnologia (Foto: Getty Images)

 

O governo de Goiás lançou nesta quinta-feira (3/12), em Rio Verde, uma rede experimental de 5G para o agronegócio. A ativação do sinal promete acelerar o uso de inteligência artificial e de Internet das Coisas (IoT) no campo.

Coordenador de Políticas e Investimentos do Ministério das Comunicações, Marcelo Romão apontou como vantagens a ultra banda larga, o menor tempo de resposta e a alta confiabilidade. “Todas as diretrizes vão mudar o cenário com essa nova tecnologia”, disse.

 

Iniciativa do governo do Estado, a ativação do 5G para o agronegócio foi feita pela operadora Claro a partir de uma licença de demonstração, via Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), com validade de um ano. Após esse período, será realizado um leilão.

As duas primeiras torres de transmissão do 5G, em caráter de prova de conceito, foram instaladas em dois pontos do município. Um deles fica na Fazenda Nycolle, onde ocorreu a solenidade de lançamento.

 

Outro está localizado no Parque Tecnológico do Instituto Federal Goiano (IF Goiano), inaugurado nesta quinta juntamente com o Centro de Excelência em Agricultura Exponencial (Ceagre). O governo de Goiás vai liberar R$ 15 milhões ao longo de cinco anos para fomentar a realização de projetos na unidade.