Congresso Brasileiro do Agronegócio homenageará personalidades do campo

No 20º Congresso Brasileiro do Agronegócio, marcado para 2 de agosto, nomes relevantes do agronegócio nacional serão homenageados pela cadeia produtiva do setor.

O evento será realizado pela Associação Brasileira do Agronegócio (ABAG), em parceria com a B3. As inscrições, que são gratuitas, já estão abertas e podem ser feitas no site oficial.

O tema central para esta edição é “Nosso Carbono é Verde”. Os participantes poderão debater e assistir às avaliações de especialistas em três painéis: Energia Limpa e Sustentável, Brasil Verde e Competitivo, e O Futuro do Agro no Comércio Mundial.

Ministra Tereza Cristina (Foto: Gerardo Lazzari)

 

O prêmio Ney Bittencourt de Araújo – Personalidade do Agronegócio 2021 será entregue à ministra da Agricultura, Tereza Cristina. Ela presidiu a Frente Parlamentar da Agropecuária, foi superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e secretária de Desenvolvimento Agrário, Produção, Indústria, Comércio e Turismo do Estado Mato Grosso do Sul (Seprotur).

Tezeza Cristina já foi premiada na categoria “Melhores deputados” na 11ª edição do Prêmio Congresso em Foco. Além disso, ficou entre os 10 mais bem avaliados parlamentares da Câmara dos Deputados e foi reconhecida como a maior defensora do agronegócio brasileiro ao receber o prêmio na categoria “Defesa Agropecuária” na mesma edição.

 

Já o Prêmio Norman Borlaug – Sustentabilidade 2021 será entregue ao engenheiro agrônomo Celso Moretti, presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Moretti, que está na estatal desde 1994, é mestre e doutor em produção vegetal e especialista em engenharia de produção com ênfase em gestão empresarial.

Ele também é professor convidado da University of Florida (EUA) desde 2006, autor de capítulos de livros, editor de livros técnicos e autor e coautor de trabalhos técnico-científicos em periódicos nacionais e internacionais.

 

Durante o congresso, ainda haverá um tributo especial ao engenheiro agrônomo e ex-ministro Alysson Paolinelli, indicado ao Nobel da Paz 2021. Em 1971, como secretário da Agricultura de Minas Gerais, ele criou incentivos e inovações tecnológicas que levaram o Estado a se tornar o maior produtor de café do Brasil.

Paolinelli também foi notável ao implantar um programa de bolsa de estudos para estudantes brasileiros nos maiores centros de pesquisa em agricultura do mundo.

Leia mais notícias sobre Eventos e Feiras